• Instagram
  • Facebook
  • Twitter

Blog Caneta de Pena com Dayana Vaz

Sexta27Dezembrode 2013

Promessa a um pai

Postado por: Dayana Vaz , em: 2013 - Histórias e Entrevistas

No leito de uma cama, ao lado do pai doente, um filho faz a seguinte promessa: “Vou dar a volta ao mundo por você!” Será que dessa volta podemos imaginar um encontro? Um encontro com o desconhecido, com o inesperado, com pessoas, culturas diferentes, desafios ao redor das Américas, Europa, Ásia e Alasca e mais de 800 lugares explorados até esta entrevista que o viajante Marcelo Gervásio me concedeu!

Estou na cidade de Uberlândia-MG, onde o viajante Marcelo Gervásio me conta sua história, no Parque do Sabiá, em mais uma de suas paradas. Marcelo nasceu em Copacabana, Rio de Janeiro, no ano de 1961. Carioca, destemido, deixou sua loja de pranchas de surf no RJ para viver a maior aventura de sua vida: dar a volta ao mundo de skate. Em nome de um pai e de uma promessa que vale muito mais do que dinheiro ou qualquer outra coisa!

Filho de uma bailarina de teatro, Agustinha Gervásio Silva, e de um diretor de cinema, Hélio Silva (já falecido), tem um irmão mais velho, Caio Márcio Gervásio Silva. Em 1967, aos três anos, o irmão mais velho lhe deu de presente um skate. A partir disso, suas aventuras desde criança não pararam mais, sejam escaladas, tombos, passeios, mochilões...

O skate foi projetado pelo próprio Marcelo. Possui cinco câmeras, quatro sistemas de captação solar que alimentam as câmeras, celular, GPS e não é elétrico. Desse modo, o viajante desenvolveu cinco tipos de rodas diferentes, para o asfalto, neve, gelo e lama. O sistema de freio também foi inventado por ele. E com tanto asfalto, terra, sol e chuva, o viajante foi desenvolvendo, inventando e adaptando seu skate.

Marcelo conta que já fez de tudo um pouco: foi skatista, surfista, maratonista, paraquedista, alpinista, mergulhador, dentre outros feitos ligados a aventuras. Ainda acrescenta que o Rio de Janeiro facilita muito para a prática de tais modalidades.

Sempre levando essa vida de aventureiro, em 2004 o pai de Marcelo teve um problema de saúde e, antes de falecer, Marcelo fez-lhe a seguinte promessa: “Por você, pai, vou dar a volta ao mundo de skate!” Assim, no hospital, Marcelo cuidou do pai até seu falecimento.

 O por que dessa volta ao mundo?

“Em primeiro lugar, meu pai foi uma pessoa muito importante para que eu fizesse qualquer tipo de aventura. Eu queria me aventurar acima de qualquer suspeita. Eu entendi que “Penso, logo existo”. Em segundo lugar, estou com condições físicas excelentes para exercer tal feito. E em terceiro, tenho disposição e não tenho medo. Assim, acredito que se eu tivesse que fazer algo tinha que ser um desafio”, conclui Marcelo.

Lugares que merecem destaque

O Nordeste foi o lugar onde o viajante foi mais bem recebido, devido à simplicidade do povo. Ele cita também a Praia da Pipa (RN), Carro Quebrado (AL) e Barra de São Miguel(AL). Outro lugar bonito para um recordista, conta Marcelo, foi a caatinga severa(AL), local isolado; não tinha praticamente nada, mas a superação foi grande. Além disso, ele fala das dificuldades que enfrentou sob 46 graus, na viagem por Palmeiras dos Índios(AL). Entrar e permanecer naquele local foi uma superação, segundo o viajante. Outros lugares que lhe chamaram a atenção foram as retas que pegou no Rio Grande do Sul (500 quilômetros) e da Patagônia (três mil quilômetros), sobre o skate.

Prova de resistência

A maior prova de resistência do skate mundial tem sido feita pelo viajante Marcelo Gervásio. No ano de 2013, o viajante concluiu 2 anos e alguns meses de trajeto, ele acredita que vai levar cerca de 5 a 6 anos para dar a volta ao mundo!

Acompanhamento médico

Antes de iniciar a viagem de volta ao mundo sobre um skate, Marcelo fez exames com o auxílio do médico Adilson Camargo (médico que atuou da CBF e vários times de futebol). O médico realizou com o viajante um trabalho de medicina esportiva, melhorando seu condicionamento físico e seu organismo. Assim, Marcelo se considera hoje um atleta.

Parada do skate

Para encerrar a viagem o lugar escolhido foi Salvador, onde, conforme Marcelo, tudo começou, e local onde o Brasil foi descoberto. Trata-se de um lugar que o viajante tem uma adoração e apreço imenso. “E após a África, Ásia, Oriente Médio, Oceania, América e Europa, eu volto para o Brasil de avião, pois tenho que atravessar o oceano e salto em Salvador com o skate”, conta.

Contato Marcelo Gervásio: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

https://www.facebook.com/#/pages/Marcelo-pedal-verde/146894002133323?ref=ts&fref=ts

Confira o arquivo de algumas fotos das viagens de Marcelo Gervásio:

  • 1001112_224271854395537_169484469_n
  • 1173902_224273857728670_1797829767_n
  • 1175476_224271104395612_999918608_n
  • 1175742_224273827728673_814154105_n
  • 1185827_224271254395597_220350781_n
  • 1236231_224273944395328_20024361_n
  • 1240546_224272961062093_723539509_n
  • 1381198_238249246331131_1108993317_n
  • 1385905_241498692672853_129644636_n
  • 1390496_246362532186469_1311102062_n
  • 1425653_247138768775512_27178696_n
  • 1468564_246358992186823_538647188_n
  • 545224_224273747728681_2135696027_n
  • 996594_225226664300056_941690041_n
  • Foto_M_7

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.

Facebook

Equipe

equipe thumbs cristina equipe thumbs tylho
equipe thumbs gabriela equipe thumbs lenise

Ao Infinito e Além

acesse Ao infinito e além!

Na Mídia

acesse Na Mídia

Histórias e Entrevistas

acesse Ao infinito e além!

Vídeos

Visite-nos

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2013 - Todos os direitos reservados

Blog Caneta de Pena com Dayana Vaz.

 

Equipe

Instagram

instagram foto

Parceiros

“Grandes realizações são possíveis quando se dá importância aos pequenos começos.”

Lao-Tsé
Créditos: Conexão | Genuinne

Arquivo de posts